Foi aprovada no fim de abril, pela CMA (Comissão de Meio Ambiente) do Senado Federal, uma proposta que busca incentivar a exploração de florestas plantadas. O PLS (projeto de lei do Senado) 115/2015 concede estímulos fiscais à exploração de florestas fora das Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal previstas no Código Florestal. O texto segue agora para a CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), onde receberá decisão terminativa.

A proposta aprovada prevê a concessão de benefícios como a isenção do ITR (Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural) equivalente ao quádruplo da área explorada, além de redução de taxas de juros e encargos em financiamentos voltados aos cultivos e deduções no imposto de renda, limitadas a 20% do valor devido ao ano.

Post anterior

Simpósio sobre madeira terá oficinas para estudantes

Próximo post

Exportações de móveis caem em abril

Diego

Diego

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *